Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘529’ Category

“Era um homem muito triste. Trazia uma grande trouxa de bagagem nas costas e me parou educadamente pedindo direções. Parecia ignorar que a estrada de tijolos cinzentos o leva sempre aos mesmos lugares, pois me perguntou se naquele dia era possível chegar a Setestrelas se tomando o desvio à direita. […] Quando perguntei por quê estava deixando a capital, ele me disse gravemente que só se deve deixar um lugar quando os motivos para se querer ir embora não forem mais compensados pelos motivos para se querer ficar. Insistí, e ele simplesmente me disse que não morava mais lá, e calou. Eu também silenciei quando me perguntou de onde eu vinha. De certa forma, me parecia que por mais que andasse estava sempre em um lugar muito familiar, e não fazia mais para mim sentido algum dizer que um dia vim de algum lugar.”

Velhas anotações no 529. Novas anotações se somarão.

Read Full Post »

quinhentos e vinte e nove (1)

as primeiras palavras saem escuras como a água que passa por um cano seco há muito tempo. dores e idéias escuras saem aos pedaços, e tomam forma de personagens igualmente escuros e desesperados. há muita crueldade naquelas palavras — mesmo que a crueldade maior esteja nas entrelinhas. tenho medo daquelas palavras, e estou feliz de saber que elas estão fora de mim.

histórias mais belas virão.

Read Full Post »