Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘fotografia’

Mohsen Rasoulov era um fotógrafo, grafiteiro e artista iraniano, que morreu em um acidente de avião no Quirguistão no final do mês passado. Passeando por seu arquivo fototráfico (Mooshot), encontrei esta foto que me tocou por sua cândida intimidade e dignidade. A moça que aparece na foto chama-se Kiana Farhoudi, também é uma fotógrafa, e publica aqui os seus trabalhos.

Anúncios

Read Full Post »

Mohsen Rasoulov era um fotógrafo, grafiteiro e artista iraniano, que morreu em um acidente de avião no Quirguistão no final do mês passado. Passeando por seu arquivo fototráfico (Mooshot), encontrei esta foto que me tocou por sua cândida intimidade e dignidade. A moça que aparece na foto chama-se Kiana Farhoudi, também é uma fotógrafa, e publica aqui os seus trabalhos.

Read Full Post »

Simplesmente porque gosto desta foto
(que foi dialy deviation no dA em 14/10/2006)

Read Full Post »

A rua mais bonita do mundo existe.
Cada um sabe onde fica a sua.
Quais são as árvores que sombreiam seu caminho
e contam as histórias da sua vida?
Em que lugarejo o vento fala seu nome?

Cada um deveria ter a sua rua mais bonita do mundo.
Esta é uma de minhas muitas.

Read Full Post »

Quem acha que o mar é homem
Não conhece a beleza que é
conhecer e mergulhar n’A Mar.

O mar é mulher, e seu nome é Izabella.

Como é que faz para chamar o mar para esta terra seca?

(pensamentos surgidos enquanto relia trechos do Abarat (1,2) de Clive Barker, ouvindo Ocean do Dead can Dance. “Izabel… Izabella Iza!”)

Read Full Post »

Quem acha que o mar é homem
Não conhece a beleza que é
conhecer e mergulhar n’A Mar.

O mar é mulher, e seu nome é Izabella.

Como é que faz para chamar o mar para esta terra seca?

(pensamentos surgidos enquanto relia trechos do Abarat (1,2) de Clive Barker, ouvindo Ocean do Dead can Dance. “Izabel… Izabella Iza!”)

Read Full Post »

Publiquei um conto novo no Overmundo, resgatado do fundo da minha gaveta por circunstâncias da vida. “Uma casa morrendo”, do qual já publiquei um fragmento por aqui, é um conto sobre amor e tempo, e o considero um bocado triste, embora seja belo. Acho que tenho uma queda pela beleza triste…

Enquanto isso, as fotos (esta e esta) que postei no Banco de Cultura do Overmundo já estão em votação. Aos votantes, peço uma forcinha.

Read Full Post »

Older Posts »